Pronto para guerra

Eu moro a dois quarteirões da praia e, todos os dias, saio para dar uma “caminhadinha” por lá.

Saio de casa, atravesso duas calçadas, viro a esquina e sigo reto e, por fim, chego. Mas se você está pensando que esse percurso é um mar de rosas, está muito enganado! A partir do momento em que você coloca o seu pé para fora do prédio, você está em uma verdadeira guerra.

As pessoas gostam de ter animais de estimação, é fofinho e tal, mas ninguém quer que sua casa seja o seu banheiro, então eles levam o animal para a calçada, ou o calçadão, e deixam o coitado se aliviar ali mesmo. Ok, não vejo problema nisso, mas depois que eles fazem o que tem que fazer, os donos não limpam o “presentinho” deles.

Pisar num troço daqueles não é muito agradável, então eu inventei uma solução muito prática para isso: sacolas! Sim, eu coloco sacolas nos pés e saio andando despreocupado.

Um dia estava caminhando (com a minha “invenção”, é claro) e um homem me perguntou:

– Por que você usa isso?

– Para me proteger dos “presentinhos” dos cachorros.

O homem ficou com uma cara meio confusa e eu voltei à minha caminhada.

Todos riem de mim por causa das sacolas, mas, na verdade, eu que tenho que rir deles, porque eles podem pisar numa “granada” a qualquer momento.

Share
Pedro Girelli Bezerra
Sobre o autor

Pedro Girelli Bezerra tem 13 anos, é estudante e gosta de pedalar e caminhar perto da praia.

Share on

Leave a reply